Sábado, Junho 22, 2024
InícioNoticiasBorussia x Real: quem vence a final da Liga dos Campeões?

Borussia x Real: quem vence a final da Liga dos Campeões?

Já no dia 1 de Junho, no estádio de Wembley, vamos conhecer a resposta à principal pergunta da época europeia. Estamos confiantes de que esta antevisão da final da Liga dos Campeões entre o Borussia Dortmund e o Real Madrid vai ajudar os nossos leitores a fazer uma previsão certa e com as melhores probabilidades da 1xBet. Mas nunca se esqueça de apostar de forma responsável e com moderação!

Odds: V1 (vitória do Borussia) – 5.44, X (empate) – 4.26, V2 (vitória do Real) – 1.675

Borussia – maior sensação desta edição da Champions

O clube alemão de Dortmund chegou à final da Liga dos Campeões pela terceira vez na sua história: em 1997, a equipa conseguiu ganhar o jogo final frente à Juventus por 3-1 e, em 2013, perdeu para o Bayern por 1-2. E o interessante é que tudo isto foi no Wembley.

Tanto naquela altura como agora, o Borussia não é visto como o favorito da final. No entanto, a campanha atual do Dortmund parece ser um feito excecional. Na década de noventa, o Borussia participou regularmente nas finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus (o nome anterior da Liga dos Campeões) e, após dois títulos consecutivos do campeão da Bundesliga, acabou por ganhar a Liga dos Campeões. Na última década, Jurgen Klopp levou o Dortmund ao mais alto nível – a equipa chegou à final da Liga dos Campeões depois de ganhar duas Taças da Alemanha e depois de eliminar o Real nas meias-finais graças aos 4 golos históricos de Robert Lewandowski.

Apesar de já ter garantido uma vaga na próxima Liga dos Campeões mesmo em quinto lugar na Bundesliga, na Europa o Dortmund transformou-se como nos famosos memes: na Alemanha brinca como um gatinho e na Liga dos Campeões joga como um verdadeiro leão.

As vitórias do Borussia foram em parte o resultado de uma sorte. Depois de passar a fase de grupos, a equipa não enfrentou os adversários mais fortes – no caminho para a final, a equipa de Edin Terzic cruzou-se com o PSV (1-1, 2-0), Atlético (1-2, 4-2) e PSG (1-0, 1-0). Bem, na segunda mão das meias-finais com o PSG em Paris, os anfitriões quase partiram os postes e a trave da baliza do Dortmund, mas sempre não conseguiram marcar um único golo.

No entanto, verdade seja dita, é impossível chegar à final apenas com a sorte. É preciso ter em conta as competências de Edin Terzic na organização do jogo da sua equipa e a determinação com que os jogadores lutaram em campo quando ninguém esperava grande coisa deles. Os lendários Mats Hummels e Marco Reus faziam parte desse plantel que perdeu a inesquecível final da Liga dos Campeões de 2013. O herói dos últimos quartos de final foi Marcel Sabitzer, cuja carreira não correu bem no Bayern e no Manchester United. Outro jogador que começou a brilhar, depois de um período extremamente infeliz no Manchester United, foi Jadon Sancho. E o melhor goleador do Dortmund, Niclas Fullkrug, só há dois anos jogava na segunda divisão alemã e nem podia sonhar em participar numa competição deste calibre.

Na final, o Dortmund não vai poder contar com o seu enorme apoio dos adeptos da casa. Mas, mesmo assim, e com o estatuto de outsider, a equipa de Edin Terzic sente-se bem confortável.

Real acostumado a vencer os alemães

O Real vai disputar a sua 15ª Taça da Liga dos Campeões e ganhou 8 das 8 finais desde que o torneio passou a chamar-se Liga dos Campeões. As tradições de vitória fazem da equipa espanhola a favorita no jogo decisivo: a vitória do Real está estimada em probabilidades de 1.675, o empate – 4.26 e a vitória do Borussia – 5.44.

Esta época, os madridistas passaram com sucesso três adversários da Alemanha – o Union Berlim ainda na fase de grupos, o RB Leipzig nos oitavos de final e o Bayern nas meias-finais. Em 2014, Carlo Ancelotti levou o Real a um triunfo na Liga dos Campeões num estilo semelhante, com os los blancos a vencerem o Schalke, o Borussia Dortmund e o Bayern nos play-offs.

Na atual campanha do Madrid na Liga dos Campeões, pode-se encontrar muita semelhança com as vitórias de há dois anos. O Real esteve à beira da eliminação várias vezes em cada fase dos play-offs, mas em todas elas foi capaz de ultrapassar de forma heroica todas as dificuldades.

Os madrilenos passaram quase toda a época sem o seu principal guarda-redes, Thibaut Courtois, e sem o líder defensivo Éder Militão. Vinícius Jr. e Rodrygo demoraram muito tempo a habituarem-se às suas novas funções num invulgar 4-3-1-2. O ex-jogador do Borussia Dortmund Jude Bellingham, que enfrentará na final o seu antigo clube, não brilha tanto na primavera como no outono. Mas o espírito de campeão do Real não desaparece: Carlo Ancelotti criou um microclima ideal na equipa e, hoje em dia, qualquer jogador da equipa pode contribuir para a vitória. Precisa de exemplos? Joselu tornou-se o herói da segunda mão das meias-finais diante do Bayern marcando um bis nos últimos minutos do jogo, Andriy Lunin substituiu de forma digna Thibaut Courtois e foi fundamental na vitória por grandes penalidades nos renhidos quartos de final frente ao Manchester City.

Pensou que era tudo e que o íamos deixar sem nenhum bónus numa festa de futebol como esta? Use já o código promocional GRANDAVIBES no momento do seu registo no website da 1xBet para aproveitar um bónus de 200% até 13.200 meticais no seu primeiro depósito! Faça as suas apostas de forma responsável e com as melhores probabilidades na tão aguardada final da Liga dos Campeões no website da sua casa de apostas de confiança – 1xBet!

Link: http://1xplayers.com/22TrByhJ

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui