Utentes passam a ter informação sobre horário de autocarros através de telemóvel na cidade de Maputo

0

Os utentes de transporte público de passageiros na zona metropolitana de Maputo passarão a ter acesso a toda informação sobre os itinerários, incluindo chegadas e horários das linhas de transporte e sinalização de pontos de parada através de um aplicativo de telemóvel (Android e iOS).

A garantia foi avançada recentemente pelo presidente da Agência Metropolitana de Transporte de Maputo (AMT), António Matos, o qual indicou que, para o efeito, acaba de ser lançado um concurso público visando a selecção da entidade colectiva interessada em explorar este serviço.

Segundo Matos, a insatisfação por parte dos utentes dos transportes de passageiros devido à falta de informação e o défice de autocarros são alguns factores responsáveis pela má qualidade do serviço de transporte público, por isso diante desse problema pretende-se uma solução tecnológica aplausível que abarque toda a área metropolitana de Maputo.

“Para mudar o actual cenário deve-se desenvolver um aplicativo que permite identificar e localizar no GPS (Global Positioning System) a chegada dos autocarros, assim como fornecer horários de todas as linhas de transporte e outras informações, sendo que o processo já está em curso e em breve estará disponível”, disse.

O aplicativo a ser usado a partir de “Smartphones” deve, também, incentivar os utentes a fazerem o seu uso, trazendo benefícios para a cidade de Maputo, como por exemplo, baixo índice de poluição e redução do fluxo de veículos.

A fonte lembrou que o problema de fundo é a dependência dos passageiros em relação à informações dos horários dos autocarros e sua localização, pois os atrasos decorrem de problemas mecânicos ou de dificuldades do trânsito.

“Os transportes públicos possuem um papel fundamental na vida de milhares de pessoas, pois os cidadão dependem deles para desempenhar suas rotinas operacionais, sendo que o uso destes pode criar vantagens na redução de custos, poluição – tanto sonora, como atmosférica – e optimização do uso das vias urbanas “, finalizou.

Fonte: Jornal Noticias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here